5 Passos para planejar uma viagem para a Disney sem ajuda de Agência de Viagem

Hoje quero contar pra vocês como eu e meu marido planejamos nossas viagens sem ajuda de uma agência de viagem.

E principalmente essa viagem que estou fazendo agora em junho de 2017 que é para Disney em Orlando.

Não é a primeira vez que vamos viajar para fora do Brasil sem nenhuma assessoria, já fomos para a Europa (Amsterdã, Londres e Paris) em 2012, já fomos para Miami em 2014, fomos para Disney em 2015, e para o Chile em 2016 e agora estamos voltando para a Disney.

Importante destacar que não falamos inglês, e sempre, sempre, nos viramos com tudo em relação a deslocamento usando metrô, indo conhecer pontos turísticos e até viajando de trem e avião dentro da Europa, tudo na base da mímica, desenhos em papel e claro o google tradutor. Rsrss.

Vou falar para vocês os 5 passos que fazemos para planejar a viagem:

Primeiro definimos a data, e para isso levamos em consideração nossos compromissos no trabalho mas também o que queremos/pretendemos ver e curtir na cidade que estamos indo, por exemplo da outra vez que fomos a Disney, fomos no inverno e agora queríamos ir no verão. Esse item não é nem um passo, é mais uma escolha pessoal, mas que gostamos de levar em consideração para começar a nortear as buscas.

1 – Passagem Aérea:

Pesquisamos os preços de passagens aéreas na internet, olhamos naqueles sites de busca tipo decolar.com, mas sempre compramos ou direto no site da cia aérea ou na agência de viagens. Nessa viagem estamos indo de Copa Airlines e se comprássemos no site o pagamento teria quer ser à vista e então compramos na agência de viagens CVC pelo preço bem parecido mas dividido de 3 vezes.

2 – Reserva do Hotel:

Partimos para a reserva do hotel, ou aluguel de casa no caso da Disney, também fazemos a busca toda pelos sites de busca como decolar.com ou booking, mas sempre reservamos direto com o hotel, pois acaba sempre sendo mais barato.

Olhamos a localização do hotel, os comentários e as avaliações nos sites de busca.

De todas as viagens que citei anteriormente fizemos dessa forma e só uma vez não deu certo, tivemos que mudar de hotel porque ele era muito longe, isso aconteceu em Londres em 2012.

Mas o hotel tinha sido muito barato dava pra desconfiar que tinha algo de errado. Ele era muito longe, em uma periferia afastada, daria para ficar mas tínhamos que andar mais de uma hora de metro para chegar em qualquer lugar.

Mas foi tranquilo trocar de hotel sem nem falar inglês, o importante é ter paciência e não se estressar, curtir a experiência porque afinal vira uma história da viagem pra contar super engraçada.

Mas isso estou falando por mim e meu marido que gostamos de aventuras certo?

3 – Aluguel de Carro:

No caso da Disney em Orlando se você for ficar hospedado em hotel fora do complexo Disney ou vai alugar uma casa é condição obrigatória alugar um carro. E novamente buscamos em sites na internet, quando fomos pra Miami em 2014 alugamos direto na locadora de carros na época foi a Dollar, em 2015 alugamos pela CVC e agora também, mas optamos assim pela possibilidade de dividir o valor no cartão de crédito.

Em ambos os casos quando chegamos lá para pegar o carro temos que dar um valor em garantia que é reservado no cartão de crédito internacional. Mas algumas locadoras dão a opção de deixar essa garantia em dólar em espécie caso não tenha o cartão internacional.

Uma dica que sempre falo que é importante, é pesquisar muito, ficar atento as variações do dólar e ter a consciência que quanto maior for o carro e mais luxuoso, mais caro vai ser, mas tem opções bacanas com preços bem em conta também.

Vou mostrar para vocês qual carro alugamos, acompanhem nas minhas redes sociais e vou mostrar também em vlog no youtube, se inscreve já no canal para não perder nada. 

4 – Seguro Viagem:

Super importante fazer, pois te da uma segurança caso passe mal e necessite de atendimento médico, ou até mesmo se sua bagagem for extraviada, não viajo sem, e sempre fazemos no Bradesco, como tenho conta lá acaba ficando mais barato, mas tem vários lugares para fazer a própria CVC faz também.

5 – Chip de Telefone e Internet:

Nunca, mas nunca mesmo pense em usar seu próprio celular fora do Brasil, as tarifas são absurdamente caras, quando fomos para Europa compramos um chip lá assim que chegamos no aeroporto, e no Chile também fizemos assim, mas nos EUA já saímos daqui com o Chip, já comprei o meu no site easysim4u e chega na minha residência, dois dias antes da viagem eles mandam um e-mail confirmando o dia que ele será habilitado e ele vai funcionar o período certinho da viagem, você compra por quantidade de dias da viagem.

Das outras vezes não me lembro a empresa que comprei o chip, mas todos tem a mesma lógica de funcionamento, entra no site deles que tem tudo explicadinho. Paguei menos de 100 dólares pelos 21 dias da viagem com internet ilimitada e com a opção de ligar para o Brasil também.

E assim que chegar no aeroporto de Orlando é só colocar o chip no celular e começar a usar.

Importante falar que se você não quiser comprar o chip não tem problema, mas você vai ter que alugar o carro com um GPS pois para se deslocar terá que ter o auxilio de um GPS ou o Waze por exemplo.

Na maioria dos lugares tem wi-fi, na Disney em todos os parques que fui tinha e na maioria dos restaurantes e outlets tmb tem.

Mas como eu não fico nem um minuto sem estar conectada prefiro ter a minha internet. rsrsrs.

Com esses 5 passos é totalmente possível organizar sua viagem sem a ajuda de uma agência de turismo, mas como eu disse, fazemos assim porque além de ser mais barato gostamos de procurar tudo e nos aventurar em novas descobertas.

E você tem alguma experiência engraçada de viagem? Me conta, vou amar saber. 

Beijossss.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *