Volcano Bay – O novo parque da Universal

A Universal Studios lançou no final de maio de 2017 o seu mais novo parque: O Volcano Bay, é um parque aquático, que ela ainda não tinha. Uma das grandes novidades do parque é que você não precisa ficar em pé nas filas! A pulseira tecnológica Tapu Tapu permite que você fique na fila virtualmente.

O ruim desta fila virtual é que só dá para marcar uma atração de cada vez e como o parque acabou de ser inaugurado as filas estavam muito grandes.

A grande promessa do parque é que é um parque sem filas, mas não é bem assim e eu mostro para vocês no vídeo logo abaixo.

Como eu e meu marido fomos para Orlando em junho de 2017, não podíamos deixar de ir ao Volcano Bay. Mas confesso que foi uma verdadeira peregrinação conseguir ir nesse tão concorrido parque aquático da Universal, acredito que por ter acabado de inaugurar e também por ser verão, então todos procuram se refrescar pois as temperaturas sempre estavam na casa dos 35 graus.

Mas porque peregrinação? Simplesmente porque só conseguimos entrar no parque na terceira vez que tentamos. As duas primeiras vezes fomos até a entrada do estacionamento e fomos surpreendidos com a mensagem de que o parque estava na sua capacidade máxima de atendimento, ou seja, o parque estava lotado.

Fomos persistentes e tentamos uma terceira vez e aí conseguimos entrar, mas o parque estava realmente lotado e com muitas mas muitas filas mesmo, como mostro no vídeo.

Mas resumindo, o parque é bem bonito, tem várias áreas que parece que você está realmente em uma praia. Amamos a piscina de correnteza que circula o parque inteiro, fomos pelo menos umas três vezes.

Você entra em uma bóia e desce correnteza abaixo, passa por baixo do vulcão, tem ondas, enfim é bem legal e vale muito a pena ir.

E tem duas piscinas de correnteza, uma mais radical e uma mais mansa e rasa, fomos nas duas, mas como eu sou medrosa, repetimos mais a menos radical e foi a que mais gostei, rsrsrs.

Chega de conversa e veja o vlog que fiz no Volcano Bay, mostrando tudo.

Aproveita e já se inscreve no canal para ver tudo em primeira mão, e deixa seu like no vídeo para ajudar a Patizinha aqui 🙂

 

 

 

 

Continue Reading

vale a pena comprar iphone nos eua?

Vocês viram que nas últimas semanas eu viajei para Orlando na Flórida, EUA, e antes de ir fiquei me perguntando se valia a pena comprar um Iphone lá pois eu estava querendo trocar o meu. E várias pessoas sempre me perguntam se realmente vale a pena.

Vou contar para vocês a minha experiência, se vale a pena pra mim, são minhas opiniões e nada mais que isto o que estou relatando aqui, ok?

No Brasil:

Um iphone 7 plus de 128 GB cor ouro rosa na loja da apple aqui em Belo Horizonte, ou mesmo no site da apple custa R$ 4.499,00.

Com a possibilidade de dividir no cartão de crédito em até 12 vezes de R$374,00, ou mesmo pagar a vista com desconto de 10%, saindo assim por R$ 4.049,10.

Imagem: site da apple www.apple.com.br

No EUA:

Na apple do Shopping Flórida Mall em Orlando onde comprei o meu ou mesmo no site americano da apple o valor dele é U$ 869,00 com a taxa de imposto de 7,5% que é cobrado ao final da compra o valor do iphone passa a ser U$ 934,18.

Imagem: site da apple www.apple.com

Convertendo o valor para reais, ele custa R$ 3.222,92 sendo o dólar de conversão a R$ 3,45 (preço que troquei o dólar na Caixa Econômica com todas as taxas, que costuma ser o lugar mais barato aqui em BH).

Sendo que esse valor é pago à vista, não é possível pagar de forma dividida em cartão de crédito, mesmo que seja pago em cartão de crédito será na modalidade à vista, e os valores costumam ser maiores uma vez que terá acréscimo do IOF em transações com cartão de crédito no exterior e o valor do dólar poderá variar também.

Considerando a compra aqui no Brasil à vista, assim como nos EUA o valor aqui no Brasil é R$ 826,18 mais caro, ou seja, comprando nos EUA você economiza R$ 826,18, o que dá 26% de economia.

Se comprar aqui no Brasil de forma parcelada, estará pagando R$ 1.276,08 pelo mesmo telefone, ou seja quase 40% a mais do valor que compraria nos EUA.

Conclusão

Vale sim a pena comprar um iphone em Orlando na Flórida, EUA.

Lembrando que para que o iphone não seja tarifado na alfândega você só pode estar portando um telefone, para uso pessoal, ou seja tem que estar sendo usado, já na viagem, contendo por exemplo fotos suas. Veja essa matéria do G1 (clique aqui) sobre o que o turista pode ou não trazer do exterior.

Eu já nem levei o meu antigo, pois sabia que iria comprar o iphone novo, e lembre-se também de levar seu chip de telefone aqui do Brasil para pelo menos receber a mensagem para configurar o seu whatsapp para usá-lo normalmente, eu não levei e fiquei os 20 dias sem whatsapp, quase morri, rsrsrs.

Então é isso, eu super acho que vale a pena e é a terceira vez que compro um iphone nos EUA.

Gd Beijo.

 

Continue Reading

5 Passos para planejar uma viagem para a Disney sem ajuda de Agência de Viagem

Hoje quero contar pra vocês como eu e meu marido planejamos nossas viagens sem ajuda de uma agência de viagem.

E principalmente essa viagem que estou fazendo agora em junho de 2017 que é para Disney em Orlando.

Não é a primeira vez que vamos viajar para fora do Brasil sem nenhuma assessoria, já fomos para a Europa (Amsterdã, Londres e Paris) em 2012, já fomos para Miami em 2014, fomos para Disney em 2015, e para o Chile em 2016 e agora estamos voltando para a Disney.

Importante destacar que não falamos inglês, e sempre, sempre, nos viramos com tudo em relação a deslocamento usando metrô, indo conhecer pontos turísticos e até viajando de trem e avião dentro da Europa, tudo na base da mímica, desenhos em papel e claro o google tradutor. Rsrss.

Vou falar para vocês os 5 passos que fazemos para planejar a viagem:

Primeiro definimos a data, e para isso levamos em consideração nossos compromissos no trabalho mas também o que queremos/pretendemos ver e curtir na cidade que estamos indo, por exemplo da outra vez que fomos a Disney, fomos no inverno e agora queríamos ir no verão. Esse item não é nem um passo, é mais uma escolha pessoal, mas que gostamos de levar em consideração para começar a nortear as buscas.

1 – Passagem Aérea:

Pesquisamos os preços de passagens aéreas na internet, olhamos naqueles sites de busca tipo decolar.com, mas sempre compramos ou direto no site da cia aérea ou na agência de viagens. Nessa viagem estamos indo de Copa Airlines e se comprássemos no site o pagamento teria quer ser à vista e então compramos na agência de viagens CVC pelo preço bem parecido mas dividido de 3 vezes.

2 – Reserva do Hotel:

Partimos para a reserva do hotel, ou aluguel de casa no caso da Disney, também fazemos a busca toda pelos sites de busca como decolar.com ou booking, mas sempre reservamos direto com o hotel, pois acaba sempre sendo mais barato.

Olhamos a localização do hotel, os comentários e as avaliações nos sites de busca.

De todas as viagens que citei anteriormente fizemos dessa forma e só uma vez não deu certo, tivemos que mudar de hotel porque ele era muito longe, isso aconteceu em Londres em 2012.

Mas o hotel tinha sido muito barato dava pra desconfiar que tinha algo de errado. Ele era muito longe, em uma periferia afastada, daria para ficar mas tínhamos que andar mais de uma hora de metro para chegar em qualquer lugar.

Mas foi tranquilo trocar de hotel sem nem falar inglês, o importante é ter paciência e não se estressar, curtir a experiência porque afinal vira uma história da viagem pra contar super engraçada.

Mas isso estou falando por mim e meu marido que gostamos de aventuras certo?

3 – Aluguel de Carro:

No caso da Disney em Orlando se você for ficar hospedado em hotel fora do complexo Disney ou vai alugar uma casa é condição obrigatória alugar um carro. E novamente buscamos em sites na internet, quando fomos pra Miami em 2014 alugamos direto na locadora de carros na época foi a Dollar, em 2015 alugamos pela CVC e agora também, mas optamos assim pela possibilidade de dividir o valor no cartão de crédito.

Em ambos os casos quando chegamos lá para pegar o carro temos que dar um valor em garantia que é reservado no cartão de crédito internacional. Mas algumas locadoras dão a opção de deixar essa garantia em dólar em espécie caso não tenha o cartão internacional.

Uma dica que sempre falo que é importante, é pesquisar muito, ficar atento as variações do dólar e ter a consciência que quanto maior for o carro e mais luxuoso, mais caro vai ser, mas tem opções bacanas com preços bem em conta também.

Vou mostrar para vocês qual carro alugamos, acompanhem nas minhas redes sociais e vou mostrar também em vlog no youtube, se inscreve já no canal para não perder nada. 

4 – Seguro Viagem:

Super importante fazer, pois te da uma segurança caso passe mal e necessite de atendimento médico, ou até mesmo se sua bagagem for extraviada, não viajo sem, e sempre fazemos no Bradesco, como tenho conta lá acaba ficando mais barato, mas tem vários lugares para fazer a própria CVC faz também.

5 – Chip de Telefone e Internet:

Nunca, mas nunca mesmo pense em usar seu próprio celular fora do Brasil, as tarifas são absurdamente caras, quando fomos para Europa compramos um chip lá assim que chegamos no aeroporto, e no Chile também fizemos assim, mas nos EUA já saímos daqui com o Chip, já comprei o meu no site easysim4u e chega na minha residência, dois dias antes da viagem eles mandam um e-mail confirmando o dia que ele será habilitado e ele vai funcionar o período certinho da viagem, você compra por quantidade de dias da viagem.

Das outras vezes não me lembro a empresa que comprei o chip, mas todos tem a mesma lógica de funcionamento, entra no site deles que tem tudo explicadinho. Paguei menos de 100 dólares pelos 21 dias da viagem com internet ilimitada e com a opção de ligar para o Brasil também.

E assim que chegar no aeroporto de Orlando é só colocar o chip no celular e começar a usar.

Importante falar que se você não quiser comprar o chip não tem problema, mas você vai ter que alugar o carro com um GPS pois para se deslocar terá que ter o auxilio de um GPS ou o Waze por exemplo.

Na maioria dos lugares tem wi-fi, na Disney em todos os parques que fui tinha e na maioria dos restaurantes e outlets tmb tem.

Mas como eu não fico nem um minuto sem estar conectada prefiro ter a minha internet. rsrsrs.

Com esses 5 passos é totalmente possível organizar sua viagem sem a ajuda de uma agência de turismo, mas como eu disse, fazemos assim porque além de ser mais barato gostamos de procurar tudo e nos aventurar em novas descobertas.

E você tem alguma experiência engraçada de viagem? Me conta, vou amar saber. 

Beijossss.

Continue Reading

Santiago no Chile: Veja nosso roteiro dia por dia

Quem me acompanha nas redes sociais viu que no início de outubro de 2016 fui pra Santiago no Chile.

Eu e meu marido fomos comemorar cinco anos de casados.

Nos casamos no dia 08/10/2011, portanto no dia 08/10/2016 completamos cinco anos de casados e conseguimos fazer com que nossa viagem fosse exatamente nesse período. Saimos de Belo Horizonte no dia 01/10/2016 e retornamos no dia 10/10/2016.

Pesquisamos em vários sites e definimos alguns lugares que não podíamos deixar de conhecer e assim definimos o nosso roteiro. Segue abaixo nosso roteiro, com o que fizemos dia por dia e algumas fotos, espero que gostem!!!

Dia 02/10/2016 – Fomos na Rua Augusta trocar dinheiro e depois fomos Shopping Costanera Center para almoçar e começar a dar uma olhada em algo que queríamos comprar.

Dica: A moeda oficial é o Peso Chileno e todos indicam levar reais e trocar lá. A rua Augusta é cheia de casas de câmbio e assim fizemos. Mas fique atento, pois no domingo elas estão fechadas.

Dia 03/10/2016 – Tour pelo Centro de santiago

No centro de santiago fomos na Catedral de Santiago, rezar um pouco e agradecer sempre. Tem uma belíssima arquitetura, encantadora!

Catedrau de Santiago

No Mercado Central e almoçamos a famosa Centolla, que é tipo um caranguejo gigante das águas do Pacífico, tem um sabor bem gostoso, uma mistura de lagosta com camarão, super delícia, vale a pena experimentar.

img_2339

No Cerro Santa Lucia que possui um pequeno parque urbano, com praças, uma fonte e escadarias que levam a um mirante localizado no topo e que proporciona um belo visual panorâmico da região central da cidade, tendo como pano de fundo a Cordilheira dos Andes.

img_2343

E Pátio Bela Vista  que é um espaço aberto que concentra lojas, restaurantes e bares, tem ótimas opções para comprar lembrancinhas de artesanato local.

pbv1

Dia 04/10/2016 – Neste dia continuamos o tour pelo centro de Santiago, fomos ver a troca de guarda no Palácio La Moneda.

Fique atento e verifique na internet quais os dias têm troca de guarda, no mês de outubro ela ocorreu nos dias pares, olhamos no site do Blog Nós no Chile (aqui), que aliás nos ajudou muito na viagem inteira, não deixem de conferir as dicas deles, são ótimas.

Depois fomos ao Cerro San Cristóbal, para subir nele é necessário pegar um trenzinho que leva até o topo, lugar lindo, com uma super energia boa, e lá também está localizada a igreja a céu aberto.

Dia 05/10/2016 – Visita a vinícola Concha Y Toro, fomos por nossa conta, não contratamos nenhuma empresa, fizemos a reserva ao tour nós mesmos pelo site (http://www.conchaytoro.com/?lang=pt_pt) e lá fomos de metrô e táxi, é bem fácil, pegue a linha 1 (Vermelha) até Estação Tobalaba e faça a troca para linha 4 (Azul) e segue até a Estação Las Mercedes. Chegando à  Estação Las Mercedes é só pegar um táxi até a vinícola por $3.000 pesos (R$15,00).

A Concha y Toro é maior vinícola do Chile, com exportação para mais de 100 países, produz 12 marcas de vinhos e possui dezenas de vinhedos espalhados por todo Chile.  A visita começa passando pelos jardins do casarão amarelo, antiga propriedade da família de Don Melchor, fundador da vinícola em 1883.

E a noite fomos no Jantar-Show no restaurante Bali Hai, durante um jantar são apresentadas danças e músicas típicas de todas as regiões do Chile, incluindo nisso a Ilha de Páscoa.

No valor que se paga está incluso um drink, entrada, prato principal, sobremesa e bebida, além do show, claro.

img_2511

Dia 06/10/2016 – Fomos ao famoso Valle Nevado, é uma estação de esqui situada na Cordilheira dos Andes, fica a 46 km da cidade de Santiago, são 60 curvas numa estrada cheia de paisagens lindas. A estação de esqui já estava fechada mas ainda tinha neve. Muito lindo o lugar, vale muito a pena ir mesmo que não tenha como esquiar, vale muito o passeio pelas paisagens belíssimas.

No jantar fomos ao restaurante Giratório, é um restaurante bem famoso entre os turistas e a graça do local é admirar a vista da cidade enquanto o restaurante faz um giro de 360 graus. E aos que se preocupam com enjoos ou coisas parecidas, fiquem tranquilos! Gira bem lentamente que é preciso prestar atenção para perceber que está se mexendo. A especialidade como a maioria dos restaurantes chilenos são peixes e frutos do mar.

Dia 07/10/2016 – Viña del Mar e Valparaíso essas cidades estão a aproximadamente 120km do centro de Santiago, na parte da manhã fomos a Viña del Mar, que é conhecida como “ciudad jardin” se destaca pelas casas de veraneio, praias e jardins.

img_2707

E depois fomos a Valparaíso, uma das cidades mais antigas do Chile e que possui uma área histórica considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

img_2698

A noite fomos jantar em um restaurante japonês dentro do Pátio BellaVista.

img_2745

Dia 08/10/2016 – Fomos conhecer o shopping Parque Arauco que é bem famoso por suas lojas de grifes internacionais, e bons restaurantes. O shopping é bem bonito e bem grande. Logo que chegamos fomos ao balcão de atendimento pegar nosso livro de descontos. Os preços em geral são menores que no Brasil, mas não são uma pechincha, por isso não compramos muitas coisas, só coisas que estavam mesmo compensando. (Veja o vídeo de comprinhas no Chile aqui).

E a noite fomos comemorar nossos 5 anos de casados no restaurante Aqui esta el coco, fizemos a reserva por telefone, ligando daqui do Brasil, antes de irmos. A especialidade do restaurante são os pescados e mariscos, foi fundado em 1973 por Jorge “Coco” Pacheco e está entre os primeiros da lista de quem visita Santiago, por isso, sempre cheio de turistas. O restaurante é muito bom e super recomendo, tem um clima super agradável, o atendimento é ótimo e o preço super ok.

img_2781

Dia 09/10/2016 – Último dia da viagem, dia de aproveitar cada minuto. E dar uma última visitada no Shopping Costanera Center, para gastar os últimos pesos chilenos. Aproveitamos que estávamos com tempo sobrando e fomos também ao Sky Costanera, que é o mirante mais alto da América do Sul, com 300 metros de altura e com vista de 360° da cidade. Na subida de elevador até o 61° andar já dá pra sentir aquela pressão no ouvido. Para ir ao andar superior (último andar), é preciso pegar uma escada rolante. Curioso que nesse último andar não há teto, ele fica a céu aberto. A vista de 360° é surpreendente e há sinalização de onde estão os principais pontos turísticos.

Processed with VSCO with hb2 preset

Dia 10/10/2016 – Retorno a BH.

Dica: Feche o preço com o taxista antes, não entre no táxi sem saber o preço, senão certamente irá pagar mais caro. Já tínhamos lido várias dicas nesse sentido e assim fizemos. Ficou bem barato a ida do hotel ao aeroporto, mesmo preço de Uber.

Ficamos no Hotel Ibis Providência, se localiza no bairro Providência e é bem pertinho do metro, um quarteirão. Super indico o hotel, tem um preço ok, café da manhã bom, super nos atendeu.

É isso pessoal, sei que ficou bem grandinho, mas é uma sugestão de roteiro com o que cada lugar oferece, de forma compacta em um só lugar. Para ajudar no planejamento da sua viagem.

Gd Beijo !!! 🙂

 

Continue Reading