Diário de Gravidez: o sexto mês

O sexto mês é um mês muito especial, uma espécie de marco na gravidez, é bom chegar no sexto mês e ver que já se passaram tantas coisas e que agora falta pouco para conhecer nossa filhotinha. A gestação de uma forma geral está passando muito rápido até agora. E agora começam as buscas de como será o quartinho dela e os preparativos com enxoval.

O sexto mês vai da 22º semana até a 26º semana de gestação.

Fiz um ultrassom no finzinho do mês e a Maria Cecília estava com 33 cm de comprimento e aproximadamente 986 gramas, uma gostosura essa menina, rsrsrs. Deu tudo normal no ultrassom, as demais medidas, batimentos, líquido amniótico, graças a Deus está tudo correndo muito bem.

Agora já me sinto mais pesada e mais lenta, a barriga já está bem visível e não tenho a mesma agilidade para realizar as tarefas do dia-a-dia, essa tem sido a pior parte pra mim pois sempre fui muito ativa e agora fico lenta para realizar algumas tarefas como ir ao supermercado por exemplo. Rsrsrs

A minha pressão arterial continua mais baixa e segundo minha médica é normal nesse período da gravidez e inclusive é um bom sinal de que está tudo bem. Mas tenho que ficar atenta e não esquecer de comer um lanchinho de 3 em 3 horas no máximo senão ela abaixa muito e acabo sentindo mal estar.

Comecei a sentir azia com mais frequência, ao ponto de fazer vômito algumas vezes. E a fome aumentou também, parece que nunca passa. Tenho tido mais vontade de comer besteiras, mas continuo me controlando, mas aos finais de semana não tem jeito acabo dando aquela extrapolada, rsrsrs.

Os movimentos da Maria Cecília já são bem visíveis e constantes, mexe o tempo todo, principalmente se estou parada no computador por exemplo, acho que por eu estar quieta acabo percebendo mais neh.

Tenho me sentido mais sensível e mais ansiosa, ansiosa por faltar relativamente muito tempo ainda, e as vezes até um pouco culpada por querer que passe logo toda essa fase, é tudo muito lindo mas é muito difícil também lidar com todas as emoções que as variações hormonais trazem, toda essa expectativa de ter um serzinho chegando e que terei que ser forte para cuidar dela. É difícil explicar, mas são muitas mudanças na nossa vida de uma forma geral que acabam trazendo também muita insegurança.

Sou uma pessoa que gosta de ter controle de tudo e agora vejo que não estou no controle de nada, tudo é relativo, tudo depende de várias coisas e estou tendo que aprender a viver com isso. Com todas as incertezas de como será o parto, será normal? Será cesárea? Tudo depende, não tem uma resposta ainda. E isso me gera um pouco de ansiedade. Mas o importante é pensar que vai dar tudo certo e que será feito o melhor para nós duas ficarmos bem.

Agora vamos pras perguntinhas/sintomas de como passei o sexto mês:

 PRINCIPAIS SINTOMAS

Os principais sintomas que tive no quinto mês da gravidez são:

  • Tive enjoo? Praticamente nada de enjoo, muito boa essa fase de não enjoar mais, mas em contrapartida a azia veio pra matar, quando vem faço até vômito de tão forte as vezes.

 

  • Tive sono? Diminuiu muito, comecei a dormir bem menos e a ter bem mais disposição. Nem tive sono após o almoço por exemplo rsrsrs.

 

  • Como está meu humor: fiquei muito mais sensível, muito mais chorona, dá vontade de chorar por nada tem hora.
  • Vontade de fazer xixi: Está voltando a aumentar as idas ao banheiro, como ela está crescendo deve estar apertando minha bexiga e fico com uma vontade enorme mas quando vou ao banheiro sai um pinguinho de xixi.
  • Peso: A fome tem aumentado muito, fico com fome o tempo todo. E também não consigo comer as mesmas quantidades, tenho que comer de pouquinho em pouquinho e por isso acabo comendo toda hora. Me mantenho engordando uma média de 2 kilos por mês e já estou com 12 kilos a mais, eh muito peso a mais, por isso me sinto mais pesada e mais lenta. Minha médica disse que tenho que tentar não exceder muito na reta final pois pode ser ruim pra mim e pra Maria Cecilia também.
  • Atividade física: Não fiz nada de atividade física desde que tive a dor nas costas, a dor passou já consigo andar normalmente, mas e a coragem de voltar a caminhar? Minha médica pediu que eu volte a fazer caminhadas leves para ajudar a não aumentar o peso e ajudar a não inchar as pernas também. Que por sinal até agora não tive nada de inchaço nem nas pernas nem nos pés.

 

Então é isso, estou ansiosa para a chegada da Maria Cecília, me acompanha tmb lá no insta que mostro bastante coisas do meu dia-a-dia por lá.

Ah e no post do sétimo mês vou contar pra vcs sobre o enxoval nos EUA, vamos viajar no próximo mês e vou contar tudo aqui, então fiquem ligadinhas.

Bjoss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *