Diário de Gravidez: o sexto mês

O sexto mês é um mês muito especial, uma espécie de marco na gravidez, é bom chegar no sexto mês e ver que já se passaram tantas coisas e que agora falta pouco para conhecer nossa filhotinha. A gestação de uma forma geral está passando muito rápido até agora. E agora começam as buscas de como será o quartinho dela e os preparativos com enxoval.

O sexto mês vai da 22º semana até a 26º semana de gestação.

Fiz um ultrassom no finzinho do mês e a Maria Cecília estava com 33 cm de comprimento e aproximadamente 986 gramas, uma gostosura essa menina, rsrsrs. Deu tudo normal no ultrassom, as demais medidas, batimentos, líquido amniótico, graças a Deus está tudo correndo muito bem.

Agora já me sinto mais pesada e mais lenta, a barriga já está bem visível e não tenho a mesma agilidade para realizar as tarefas do dia-a-dia, essa tem sido a pior parte pra mim pois sempre fui muito ativa e agora fico lenta para realizar algumas tarefas como ir ao supermercado por exemplo. Rsrsrs

A minha pressão arterial continua mais baixa e segundo minha médica é normal nesse período da gravidez e inclusive é um bom sinal de que está tudo bem. Mas tenho que ficar atenta e não esquecer de comer um lanchinho de 3 em 3 horas no máximo senão ela abaixa muito e acabo sentindo mal estar.

Comecei a sentir azia com mais frequência, ao ponto de fazer vômito algumas vezes. E a fome aumentou também, parece que nunca passa. Tenho tido mais vontade de comer besteiras, mas continuo me controlando, mas aos finais de semana não tem jeito acabo dando aquela extrapolada, rsrsrs.

Os movimentos da Maria Cecília já são bem visíveis e constantes, mexe o tempo todo, principalmente se estou parada no computador por exemplo, acho que por eu estar quieta acabo percebendo mais neh.

Tenho me sentido mais sensível e mais ansiosa, ansiosa por faltar relativamente muito tempo ainda, e as vezes até um pouco culpada por querer que passe logo toda essa fase, é tudo muito lindo mas é muito difícil também lidar com todas as emoções que as variações hormonais trazem, toda essa expectativa de ter um serzinho chegando e que terei que ser forte para cuidar dela. É difícil explicar, mas são muitas mudanças na nossa vida de uma forma geral que acabam trazendo também muita insegurança.

Sou uma pessoa que gosta de ter controle de tudo e agora vejo que não estou no controle de nada, tudo é relativo, tudo depende de várias coisas e estou tendo que aprender a viver com isso. Com todas as incertezas de como será o parto, será normal? Será cesárea? Tudo depende, não tem uma resposta ainda. E isso me gera um pouco de ansiedade. Mas o importante é pensar que vai dar tudo certo e que será feito o melhor para nós duas ficarmos bem.

Agora vamos pras perguntinhas/sintomas de como passei o sexto mês:

 PRINCIPAIS SINTOMAS

Os principais sintomas que tive no quinto mês da gravidez são:

  • Tive enjoo? Praticamente nada de enjoo, muito boa essa fase de não enjoar mais, mas em contrapartida a azia veio pra matar, quando vem faço até vômito de tão forte as vezes.

 

  • Tive sono? Diminuiu muito, comecei a dormir bem menos e a ter bem mais disposição. Nem tive sono após o almoço por exemplo rsrsrs.

 

  • Como está meu humor: fiquei muito mais sensível, muito mais chorona, dá vontade de chorar por nada tem hora.
  • Vontade de fazer xixi: Está voltando a aumentar as idas ao banheiro, como ela está crescendo deve estar apertando minha bexiga e fico com uma vontade enorme mas quando vou ao banheiro sai um pinguinho de xixi.
  • Peso: A fome tem aumentado muito, fico com fome o tempo todo. E também não consigo comer as mesmas quantidades, tenho que comer de pouquinho em pouquinho e por isso acabo comendo toda hora. Me mantenho engordando uma média de 2 kilos por mês e já estou com 12 kilos a mais, eh muito peso a mais, por isso me sinto mais pesada e mais lenta. Minha médica disse que tenho que tentar não exceder muito na reta final pois pode ser ruim pra mim e pra Maria Cecilia também.
  • Atividade física: Não fiz nada de atividade física desde que tive a dor nas costas, a dor passou já consigo andar normalmente, mas e a coragem de voltar a caminhar? Minha médica pediu que eu volte a fazer caminhadas leves para ajudar a não aumentar o peso e ajudar a não inchar as pernas também. Que por sinal até agora não tive nada de inchaço nem nas pernas nem nos pés.

 

Então é isso, estou ansiosa para a chegada da Maria Cecília, me acompanha tmb lá no insta que mostro bastante coisas do meu dia-a-dia por lá.

Ah e no post do sétimo mês vou contar pra vcs sobre o enxoval nos EUA, vamos viajar no próximo mês e vou contar tudo aqui, então fiquem ligadinhas.

Bjoss

Continue Reading

Diário de Gravidez: O 5º mês

No quinto mês de gestação todos os sintomas iniciais e inseguranças já passaram. Mas chegam outros sintomas que vou falar daqui a pouco, mas chega também a disposição, é um período que fiquei sim mais disposta e tiveram horas que até esquecia que estava grávida.

O quinto mês compreende o período da 17º semana até a 22º semana.

É o mês que temos que fazer o tão esperado Ultrassom Morfológico, onde vemos o bebê com detalhes, o médico conta quantos dedinhos tem em cada mãozinha e em cada pezinho e faz várias medições, é um ultrassom super demorado que me deu até um pouco de mal estar por ter ficado deitada de barriga pra cima por muito tempo, mas nada grave, só virar de lado que passou rapidinho o mal estar.

Nesse Ultrassom a estimativa é que a Maria Cecília estava com 30 cm de comprimento, da cabecinha até o calcanhar e 718 gramas, a médica disse que ela está super bem e está com um crescimento ótimo.

O sintoma que mais tive no quinto mês foi um mal estar devido a minha pressão arterial ter ficado mais baixa, e em vários momentos tive a sensação de que desmaiaria, mas minha médica disse que é normal nesse período da gravidez. Que é inclusive por esse motivo que existe a lei de prioridade em filas para as gestantes, pois ficar muito tempo na mesma posição faz a pressão cair e se estivermos em pé, temos o risco de queda, o que poderia ser perigoso para o nosso bebê.

Outro sintoma que comecei a ter foi a temida dor nas costas, a barriga começa a pesar aliado ao ganho de peso e com isso vem a dor, e não há nada que possa ser feito, pois não podemos tomar remédios, tenho colocado compressas de água quente e quando não consigo dormir de jeito nenhum a minha médica me autorizou a tomar um paracetamol, mas evito ao máximo, se tomei umas duas ou três vezes foi muito.

Agora já sinto ela mexendo, e tem horas que esses movimentos até doem pra ser sincera, confesso que é um pouco estranho, mas vamos nos acostumando Rsrsrs.

Quanto ao aparecimento de estrias, como contei neste post tive a sorte de ainda não ter aparecido nenhuma. Estou seguindo direitinho o ritual de cremes e óleo para tentar que elas não apareçam até o fim da gestação.

Dizem que é nesta fase que surgem também as manchas amarronzadas no rosto, o melasma, mas como eu já tenho, só estou passando muito protetor solar para que eles não aumentem, e até agora estão como eram antes de engravidar.

A minha alimentação têm sido a mesma do início da gravidez, comendo muitos legumes, verduras e frutas e tentando ser o mais saudável possível, sem muitos industrializados principalmente, mas nos finais de semana acabo comendo um docinho ou um sanduíche que são minhas paixões. Confesso que até hoje não tive desejo de nada, o que tive foram vontades, mas na maior parte das vezes tento me controlar para não engordar muito o que acaba sendo ruim pro bebê também neh.

 

Agora vamos pras perguntinhas/sintomas de como passei o quinto mês:

 PRINCIPAIS SINTOMAS

Os principais sintomas que tive no quinto mês da gravidez são:

  • Tive enjoo? Muito raro, praticamente nada de enjoo, muito boa essa fase de não enjoar mais, mas em contrapartida comecei a ter azia, não foi muito frequente como eram os enjoos mas quando vem faço até vômito as vezes, sorte que não é todo dia, observei que é principalmente a noite e depende muito do que como, se como algo com farinha por exemplo pão a noite aí a azia vem com tudo.

  • Tive sono? Diminuiu um pouco, principalmente porque estou tendo dor nas costas e acabo dormindo menos, mas aquele sono de durante o dia super diminuiu.

  • Como está meu humor: continua variável, pra mais sensível, fiquei mais chorona e as vezes um pouco irritada com coisas bobas também.

  • Vontade de fazer xixi: Diminuiu. Tenho levantado menos a noite para ir ao banheiro, mas também comecei a controlar um pouco mais a ingestão de líquidos antes de deitar.

  • Peso: A fome diminuiu um pouco e como os enjoos sumiram consigo comer mais certinho do que no início, Aos finais de semana saio da dieta acabo comendo mais e um pouco errado também, mas como já disse estou zero neurada com peso, quero me manter saudável para a Maria Cecília ficar bem. Mas sei que daqui pra frente o meu peso vai aumentar cada vez mais rápido. Na minha última consulta minha médica me disse que o normal é engordar 500 gramas por semana, ou seja, 2 kg por mês, e que estou mantendo essa média, mesmo tendo passado pelas festas de fim de ano me mantive na média. 😉

  • Atividade física: Em virtude da dor nas costas fui num Ortopedista e ele pediu para suspender a atividade física pois ela poderia fazer a dor aumentar, assim fiquei o mês sem fazer as caminhadas, mas conversei com minha médica e ela disse que posso voltar se eu estiver me sentindo bem. Mas sempre algo leve e que não me faça sentir nenhuma dor.

Então é isso, estou bem e ansiosa para a chegada da Maria Cecília, já começamos a olhar algumas coisas do quartinho dela e em breve vou contando pra vocês, me acompanhaem lá no insta (@patricia.mapa) que mostro bastante coisas do meu dia-a-dia por lá.

Bjoss

Continue Reading

Diário de Gravidez: O 4º mês

E então chegou o quarto mês, muitos médicos, livros e até sites falam que passou a fase mais crítica em relação aos riscos de perda do bebê que são nos três primeiros meses, assim o tão esperado quarto mês chega para dar uma acalmada no coração e podermos aproveitar mais essa fase tão especial na nossa vida.

Pra mim chegou também a hora de descobrir o sexo do #babymapa e siiiimmm fizemos o tão esperado chá revelação, confesso que decidi bem de última hora, no começo estava meio desanimada de ter que preparar uma festa, mas como comecei a me sentir mais disposta a ter menos enjoo, animei a fazer o chá revelação.

Quem me ajudou nos preparativos foi minha cunhada Bárbara e as primas do Rapha, a Nay e a Juju, fofas neh J Fizemos uma festinha pequena só pra família mesmo foram menos de 50 pessoas, contratei uma pessoa que fez e fritou/assou os salgados, o Rapha comprou as bebidas, encomendei o bolo e os docinhos e os enfeites e a decoração da mesa ficaram por conta das minhas ajudantes, rsrsrs.

Fiz o ultrassom numa quinta feira e o chá revelação foi no domingo, não ia aguentar esperar muito, sou ansiosa, aff. Falamos com o médico que não queríamos saber o sexo e ele anotou num papel e colocou num envelope lacrado, saindo do US fomos direto encontrar a Bárbara e entregamos pra ela o envelope. Até que foi tranquilo esperar, achei que ia sofrer mais, kkk.

Segue abaixo algumas fotinhas e abaixo vou deixar o vídeo de como foi a festa e a hora da revelação, foi uma emoção enorme, valeu muito a pena descobrir junto das pessoas que amamos o sexo do nosso #babymapa.

Fiz o ultrassom com 16 semanas e 4 dias e mais do que saber o sexo neste US o que sempre ficamos ansiosas pra saber é se está tudo bem com o bebê e graças a Deus está tudo correndo super bem e estamos muito felizes com a evolução e crescimento do nosso baby.

Agora vamos pras perguntinhas/sintomas de como passei o quarto mês.

 PRINCIPAIS SINTOMAS

Os principais sintomas que tive no quarto mês da gravidez são:

  • Tive enjoo? As vezes, no finzinho do terceiro mês os enjoos já foram diminuindo e no quarto mês foram raros os episódios, mas vez ou outra dependendo do que comia vinha um enjoo sim. O que surgiu foi a azia que até então não tinha sentido ainda.

 

  • Tive sono? Sim. Continuei tendo mais sono do que tinha antes de engravidar, mas no quarto mês tive mais disposição.

 

  • Como está meu humor: continua variável, tinha dias que estava ótima, mas de repente ficava irritada com umas coisas bem simples, e senti mais vontade de chorar com coisas bobas, tipo vendo trailer de filme, por exemplo, rsrsrs.

 

  • Vontade de fazer xixi: Diminuiu. Inclusive durante a noite nem tenho levantado para ir ao banheiro.

 

  • Peso: A fome continua grande, mas tenho conseguido comer melhor já que não tenho mais enjoos o tempo todo assim o peso acaba ficando mais controlado, lembrando que não estou nem um pouco neurada com peso, minha preocupação é me alimentar bem pra manter o bebê com todos os nutrientes necessários. Confesso que aos finais de semana acabo comendo um docinho. No total já engordei 5 kilos. E sei que daqui pra frente esse peso vai aumentar cada vez mais rápido. A médica me disse que o normal é engordar 500 gramas por semana, ou seja, 2 kg por mês, vou me esforçar pra não ultrapassar essa média.

 

  • Atividade física: Continuei fazendo as caminhadas de no mínimo uma hora pelo menos três vezes na semana. E como estou me sentindo mais disposta tinha hora que tinha que diminuir o ritmo pra não extrapolar porque nem lembrava que estou gravidinha, rsrsrs.

O CHÁ REVELAÇÃO:

 

Recebi algumas perguntas no Instagram (@patricia.mapa) de como estou cuidando do meu melasma e sobre cremes para estrias e cuidados com o corpo, pra esse post não ficar enorme (o que já está neh, rssrs) vou fazer outro e conto pra vocês como estou me cuidando. Se quiserem saber algo mais pode me mandar aqui ou no insta que vou amar responder cada uma.

Bjoss 🙂

Continue Reading

Diário de Gravidez: O primeiro Trimestre

Como falei pra vocês no primeiro post tive muito enjoo no primeiro trimestre da gravidez, pra ser bem sincera continuo tendo muito enjoo, tem dias que não tenho nada, tem outros que mal consigo olhar pra comida de tanto enjoo. Estou agora no 4º mês já! Passa muito rápido.

Hoje vou contar pra vcs como foi a primeira consulta, o primeiro ultrassom e como contamos para nossa família.

Fiz a primeira consulta com 10 semanas logo que cheguei de viagem. Foi uma consulta rápida e a médica só me passou vários pedidos de exames, indicou tomar a vacina H1N1 e me deu um manual com todas as dúvidas que eu poderia ter, e também o pedido de ultrassom.

Marquei o ultrassom pra semana seguinte pois a partir da 11º semana já é possível fazer o ultrassom de translucência nucal que avalia a possibilidade de algumas síndromes como a síndrome de down por exemplo. E graças a Deus deu tudo normal, ouvimos o coraçãozinho batendo, foi muito emocionante.

A partir dali parece que vai ficando mais real, para de ser só uma imaginação, é difícil explicar, é muito louco todos esses sentimentos.

De acordo com nosso planejamento agora poderíamos contar para as nossas famílias. Queria contar primeiro pra minha mãe, chamei ela na minha casa e tinha o plano de filmar fazer tudo bonitinho, mas na hora fiquei nervosa, super chorando e só consegui mostrar pra ela o ultrassom e ela também abriu a boca a chorar e nos parabenizar e nos abraçamos e a emoção tomou conta.

Para os pais do Rapha contamos no dia do aniversário da mãe dele, já que estariam também as irmãs dele presente. E novamente todos começaram a chorar e foi aquela emoção. Ai gente é tudo muito intenso nessa fase.

Estou tão emotiva que choro até com comercial de margarina. Rsrsrs.

E depois que contamos pros nossos pais e irmãos foi hora de contar pro restante da família, para alguns ligamos outros mandamos por mensagem e também fiz um post no instagram @patricia.mapa contando para todos. Eh muito bom receber a energia positiva de todos é muita festa e celebração.

Principais Sintomas

Os principais sintomas que tive no primeiro trimestre da gravidez são: (vou fazer em forma de tópicos pra respondê-los mês a mês e compararmos o que for mudando 😉

  • Tive enjoo? Sim, muito.
  • Tive sono? Sim, muito mesmo. Sempre tive insônia e isso é uma coisa que não existiu pra mim nos três primeiros meses da gravidez, dormi muito e super bem.
  • Como está meu humor: ficou extremamente variável, tinha dias que estava ótima, mas de repente ficava irritada com umas coisas bem simples sabe, vixi.
  • Vontade de fazer xixi: foi mais frequente. O que incomoda é acordar duas ou três vezes a noite para ter que ir ao banheiro, aff.
  • Peso: Tenho sentido muita foma e por isso acabo comendo mais, tenho mantido uma alimentação bem equilibrada durante a semana, comendo arroz, feijão, salada, não gosto muito de carne então como mais frango ou omelete, mas no fim de semana acabo dando umas escapadas e comendo um docinho que amo e com isso nos três primeiros meses engordei 3 kilos, minha médica disse que eu deveria ter engordado só 2 🙁
  • Atividade física: fiz caminhadas de no mínimo uma hora pelo menos três vezes na semana. Mas como estava me sentindo muito cansada fazia a caminhada mais tranquila, mais lenta, mas nesta última semana já comecei a me sentir um pouco mais disposta e me dedicar um pouco mais. A musculação a minha médica não autorizou a continuar.

A previsão de chegada do #babymapa é para 21/05/2018, estou vivendo cada momento intensamente e bem feliz, é uma emoção muito grande poder gerar uma vida e saber que minha família está crescendo e se consolidando. Own vou parar senão vou chorar. Rsrsrs.

Bjos 🙂

Continue Reading